Chega ao fim a Copa do Brasil de Taekwondo 2013

Escrito por 
Publicado em Notícias Online
Terça, 12 Novembro 2013 11:10
Classifique este artigo
(0 votos)

Com a participação de mais de 600 atletas, a Copa do Brasil terminou hoje em Goiânia em clima de festa, com as torcidas empolgadas sobretudo com as últimas lutas do evento. O Paraná sagrou-se o campeão geral da competição, com 126 pontos, seguido de São Paulo (125 pontos) e Distrito Federal (119 pontos), que conquistaram o segundo e terceiro lugares gerais desta Copa.

 

Depois de terminado o campeonato, o presidente da Federação Goiana de Taekwondo (FGTKD) fez um balanço positivo desta segunda competição nacional que realizou no espaço de dois anos. “A Copa foi muito positiva para Goiânia, onde o Taekwondo está crescendo cada vez mais. Foi uma grande honra termos também todas as autoridades aqui presentes, inclusive o Ministério do Esporte. É gratificante saber que o nosso trabalho está sendo reconhecido e agradeço a confiança da Confederação na nossa federação para fazermos esta Copa do Brasil, depois de no ano passado termos realizado o Brasileiro Infantil, Juvenil e Sub-21”, declarou Eurípedes Coelho.

 

O anfitrião do evento também fez referência à importância do Kit de materiais que foi atribuído à sua federação, não só para a realização deste evento, como para o treinamento dos atletas goianos. “Os nossos atletas estão despontando cada vez mais! Temos vários campeões nessa Copa do Brasil graças a este Kit, pois se não fosse isso, provavelmente, estaríamos bem atrás do nível em que estamos hoje”, acrescentou.

 

Dois desses campeões são os atletas cadetes -41Kg, Bruno Magalhães e Dangela Guimarães, que foi prata no Panamericano da categoria, realizado em Setembro deste ano no México. Bruno já conquistou três Campeonatos Brasileiros, dois Interclubes, sendo que esta é a primeira vez que se sagra campeão numa Copa do Brasil. Para ele, lutar em casa foi “ótimo demais, pois poder ter a torcida da família, dos amigos dá outro ânimo! Quando você está ruim, a torcida ajuda e isso é muito importante em alguns momentos”, referiu o jovem atleta goiano.

 

A Vice-campeã panamericana Dangela Guimarães referiu também as vantagens da torcida ao lutar no seu estado e relembrou a experiência no México. “É sempre bom poder disputar um campeonato em casa, onde você tem amigos, familiares, apoio, ajuda bastante a força da torcida. Quanto ao Panamericano, que foi minha primeira experiência internacional, foi muito positivo e penso que, para uma primeira internacionalização, eu trouxe um resultado bom, a medalha de prata”, contou a atleta de 13 anos.

 

Na categoria Juvenil, disputada no dia de hoje, um dos destaques foi a gaúcha Vitória Lima, com a conquista do ouro na categoria -44Kg. Vitória foi também uma das atletas que, em setembro, contribuiu para o sucesso do Brasil no Panamericano do México, trazendo a medalha de prata. Apesar de já ter experiência internacional e estar acostumada a defrontar atletas de grande capacidade técnica, a campeã da Copa do Brasil frisou o elevado nível da competição, que a surpreendeu. “Estava bem difícil o campeonato, estou vendo que o nível técnico do Brasil está aumentando a cada dia e isso é ótimo porque aumenta a nossa competitividade”, referiu. Contudo, a jovem confessou que o fato de já ter experiência internacional a ajuda, mesmo nas lutas dentro do Brasil. “É uma grande vantagem para mim, pois analiso os adversários de forma diferente, fico menos nervosa para as lutas e isso faz diferença no final”, acrescentou.

 

A gaúcha comentou ainda o impulso que as entidades nacionais – CBTKD, COB e ME – estão dando aos atletas brasileiros: “É inegável que todos estes apoios são fundamentais! E isso vê-se, pois o nível do Brasil está aumentando cada vez mais. A participação Juvenil e Cadetes no Panamericano foi a que deu mais medalhas para o nosso taekwondo (24 no total) e isso se deve também ao apoio que tivemos por parte da CBTKD, que custeou toda a participação Juvenil. Se isso não tivesse acontecido, muitos de nós não teríamos ido, e eu seria um desses atletas, por isso agradeço a todos pelo grande voto de confiança em nós”, concluiu a jovem de 16 anos.

 

Por fim, Nathássia Amaral, que competiu nas categorias Sub-21 e Adulto -73Kg, tendo conquistado prata e ouro, respectivamente, também elogiou o nível técnico da competição e do Brasil em geral. “Está bem elevado e o evento está sendo muito disputado! Este é a última competição do calendário de 2013 valendo para o Ranking, por isso está todo mundo aqui correndo atrás de pontuação para poder se classificar para a Seletiva. Esta Copa é realmente decisiva, por isso tem tantos atletas participando, o que eleva o nível técnico e aumenta a nossa competitividade”, concluiu a atleta do Mato Grosso do Sul.

 

Fonte: CBTKD

Ler 32792 vezes Modificado em Terça, 12 Novembro 2013 11:19
Editores

Equipe Taekwondo Online

Logar para postar comentários

APOIO:

JoomShaper